O Livro

escritos nas poeiras do vento por Vítor de Matos - capa frente - 1ª edição
Saído das poeiras do tempo

erguido por paredes de vento

Escritos pouco agasalhados que não batem para entrar

um passeio por vinte e seis anos em cento e doze páginas

Um livro que levanta cabelo com a actual situação

uma ventania de pura poesia

Escrito e composto pelo autor, do calafrio da caneta às miudezas do prelo

um livro que não tem maneiras: só lido

Uma corrente de ar em todos os sentidos


Espreitar interior | Quero o meu! | NotíciasLicença Creative Commons